Orion 2017 – Cross Training entre 2º BIPara e US Marines MAGTF

C57I3566-3

O Exercício Orion 17 começou. Este é o maior Exercício Militar da Península Ibérica em 2017, cabendo a sua organização ao Exército Português. Nele vão estar presentes cerca de 2000 militares, sendo que a maioria são Portugueses, conta ainda com a presença de dois importantes parceiros na NATO, 130 Espanhóis e 220 Norte-Americanos.

orion17_banner_05

O Orion tem este ano o objectivo de certificar a Brigada de Reacção Rápida (BRR) do Exército Português. A nossa revista teve oportunidade de acompanhar uma primeira fase do exercício que consiste num treino conjunto (Cross Training) entre as unidades Portuguesas e aliados estrangeiros presentes.

O Regimento de Infantaria 10 (em São Jacinto, Aveiro) onde está sediado o 2º Batalhão de Infantaria Paraquedista (2ºBIPara) Português recebeu um Pelotão de US Marines (36 militares) originários  da base militar de Camp Lejeune na Carolina do Norte. Estes estão agora destacados na Base Aérea Espanhola de Moron em Espanha, fazendo parte da força de reacção rápida Marine Air to Ground Task Force (MAGTF) que apoia o US Africa Command.

Este treino conjunto incidiu principalmente no Close Quarters Battle (CQB). Os Paraquedistas e Marines trocaram experiências, tanto ao nível de equipamento e armamento, como de técnicas, tácticas e procedimentos (TTP) que cada unidade usa nas complexas manobras de tomada de edifícios.

Os Marines, não possuindo este tipo de infraestruturas na base de Moron, aproveitaram a zona de MOUT (Military Operations in Urban Terrain) da base de São Jacinto para aprimorar as suas técnicas de CQB.  Nos próximos dias, continuará a fase de Cross Training, onde serão ainda executados sessões de tiro real que por certo colocarão ainda mais coesão no trabalho conjunto destas duas unidades de elite ao dispor da NATO.